[1° Verso: Mauricio DTS]
Se é da rua; não preciso dizer (xiiiiii)
Meu silêncio fala mais que você
Não se engane, cê não tá na TV
Uns vacilão quer te ensinar a sofrer
Desses aí eu quero só distância
Devolve tudo que não é seu
Tira essa peita preta
Devolve a militância
Seu choro não me comoveu
Eu sei que cê não guenta;
Cê acha mesmo que me representa?
Meu Rap te breca, igual parabelo
Seu rap é de fada, mas sem o castelo
Também sou de vila e pra ser sincero
Quem vacilasse entrava no chinelo
Revolução de condomínio é peixe
Fora do mar
Bola de gude só no seu tapete
Ou no sofá
Cerol comprado, empinava os pipa no seu ventilador
Truta, pelo amor [Refrão: Mauricio DTS]
Cêis tão tirando de uns dia (negô)
Se tiver errado, passar pano (não vô)
Quer saber de mim; então pergunta (quem sou)
O que cê queria ser na rua
[2° Verso: Mauricio DTS]
Narrativa, eficiente, reativa
Meu rap é contra lei igual a coca que vem da Bolívia
Antes de tudo seu respeito espero
Vem devagar, o fino é verde
Mas o mundo né tão amarelo
De fatos e fakes a vida se mostra assim
Aqui os remakes são mais importantes pra mim
Eu já sonhei e acho que é importante sonhar
Mas acordei e acho mais importante acordar
Vento que ventou por lá
Balançou roseira do lado de cá
Chapéu atolado quis se aventurar
Pode vir de plim que aqui não vai passar
Cêis não sabe quem eu sou;
E mesmo que eu não quisesse
Todas as quebradas do Brasil liga o DTS
Cê quer correr por nós mas corre de mim
Fala de futuro e de progresso tão perto do fim[Refrão: Mauricio DTS]
Cêis tão tirando de uns dia (negô)
Se tiver errado, passar pano (não vô)
Quer saber de mim; então pergunta (quem sou)
O que cê queria ser na rua

Many companies use our lyrics and we improve the music industry on the internet just to bring you your favorite music, daily we add many, stay and enjoy.